Globo estaria sendo vendida para grupo de Joesley Batista

De acordo com notícia publicada hoje, no jornal Correio da Manhã, fontes do mercado financeiro relatam que o Banco Pactual está trabalhando num negócio bilionário: a venda de todo o conglomerado da Rede Globo. Se essa transação for concretizada, o Grupo Globo deixa de pertencer à família Marinho.

Inclusive, o Banco Pactual já teria até um agreement (acordo) para acessar todas as informações sobre ativos e sobre os dados dados financeiros do Grupo Globo. O jornal diz ainda que as negociações já estariam avançadas.

Como comprador, surge o Grupo J&F. Sim, se você associou o nome a Joesley Batista, acertou. J&F é holding da JBS. Ambas as empresas pertencem ao grupo empresarial da família de Joesley Batista. Dessa forma, o patriarca da família, José Batista Sobrinho (cujas iniciais deram origem à marca JBS), estaria envolvido pessoalmente nas negociações com a Globo. O valor a ser pago no negócio estaria em torno de R$ 25 bilhões.

Na transação, a família Marinho venderia todo o grupo, de porteira fechado, incluindo a televisão, os jornais e até mesmo a plataforma de streaming, a Globoplay. O objetivo da compra por parte da J&F seria limpar a imagem do Grupo JBS no exterior, uma vez que os escândalos envolvendo Joesley e Wesley Batista causaram sérios danos de reputação para a empresa.

De acordo com as fontes, um dos entraves para a venda da Globo seria o desejo da família Marinho de permanecer no comando jornalístico até as eleições de 2022.

Carlos Slim poderia ser sócio da Globo

O bilionário mexicano Carlos Slim também estaria interessado na compra do Grupo Globo. Slim é dono da Claro, Net, Embratel e da Televisiva (rede de televisão mexicana que criou os seriados Chaves e Carrossel).

Entretanto, Slim não poderia fazer uma aquisição direta do conglomerado, uma vez que as leis brasileiras não permitem que estrangeiros controle rádios e emissoras de TV no Brasil. As concessões da Rede Globo envolvem as emissoras geradoras do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Recife, que só podem ser vendidas a brasileiros.

Visando burlar esse entrave legal, Slim poderia se associar à J&F, em alguns segmentos do negócio. O jornal diz que há estudos para um negócio nesses moldes, especialmente para a aquisição do streaming Globoplay.

Abaixo, capa da edição do Correio da Manhã, de hoje. Clique na capa abaixo para ler o artigo original.

Globo estaria sendo vendida para grupo de Joesley Batista

Siga-nos no Twitter:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You cannot copy content of this page