Governo da China coloca “Pensamento de Xi Jinping” no currículo escolar

 

O Regime Comunista Chinês anunciou que, a partir de setembro, todos os estudantes serão ensinados sobre o “Pensamento de Xi Jinping” desde o primário até a universidade. A decisão pretende “armar” a mente dos alunos com a crença Marxista e a ideologia comunista.

Ontem (24), o Ministério da Educação chinês publicou novas diretrizes incorporando a ideologia do líder chinês Xi Jinping ao currículo nacional de educação. A medida, formalizou novas políticas que já haviam sido anunciadas.

A medida visa fortalecer o “decida ouvir e siga o partido,” bem como garantir que os novos materiais didáticos ”cultivem sentimentos patrióticos,” de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Ontem, na coletiva de imprensa, uma autoridade do Ministério da Educação chinês declarou que a nova política vai introduzir conteúdo relacionado à “Liderança partidária,” nos currículos das escolas e universidades.

Governo da China coloca “Pensamento de Xi Jinping” no currículo escolar
Exemplares do livro do líder Xi Jinping em exposição no Grande Salão do Povo (Sede do Congresso Nacional do Povo [Congresso Nacional da China]), em Beijing. Foto tirada em 1 de dezembro de 2017. (Fred Dufour/AFP)

Um livro didático obrigatório entitulado “O Pensamento de Xi Jinping sobre o Socialismo com Características Chinesas na Nova Era” visa “formar gradualmente” a confiança da geração jovem no apoio ao socialismo e à liderança do Partido, conforme comunicou o ministério em um anúncio de 8 de julho.

O livro será ministrado em sala de aula a partir de setembro, após as férias de verão.

O professor de estudos sobre a China na Universidade de Tecnologia de Sydney, Feng Chongyi, disse que os grandes esforços de Xi Jinping para doutrinar a juventude chinesa resultam do desejo de construir um culto à personalidade semelhante ao culto de Mao Tse Tung, o primeiro líder do regime chinês.

Nas décadas de 50 e 60, o povo chinês chorava “choraria ao ver Mao Tse Tung e leria o ‘Pequeno Livro Vermelho’ respeitosamente,” disse Feng, referindo-se a um livro de citações de Mao cuja leitura era obrigatória para praticamente toda a população da China durante aquela época.

Mas o professor Feng acredita que as tentativas de Xi Jinping de tentar promover esse mesmo tipo de “admiração sincera” não funcionarão na era da internet. Ele ressalta que “se zomba [de Xi Jinping] em toda a internet.”

Desde que chegou ao poder em 2012, Xi Jinping tem procurado fortalecer o papel político do partido em todas as áreas da sociedade chinesa, incluindo negócios, escolas e instituições culturais.

Além de agora colocar a ideologia comunista nas salas de aula, o regime tomou medidas para excluir o ensino de línguas estrangeiras.

No início de agosto, o departamento de educação do governo municipal de Xangai interrompeu os exames de inglês do ensino fundamental. O regime também anunciou a proibição das escolas públicas de ensino fundamental e médio de usar livros estrangeiros sem revisão ou aprovação das autoridades educacionais.

Siga-nos no Twitter:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You cannot copy content of this page